Idosos no Brasil

II – Capítulo

 Idosos no Brasil

 O levantamento anual da Global Age Watch - Index 2015[1], Tabela-1, identificou quais são os melhores países para os idosos viverem.  O mais atrativo é a Suíça, seguido pela Noruega, Suécia e Alemanha. O Brasil, no ranking dos 96 países analisados, está em 56º lugar e o pior país do mundo, do levantamento, para os idosos viverem é o Afeganistão.

 O PIB[2] [3] per capita, dos melhores países para idosos morarem, é: Suíça US$ 81.323 (7°), Noruega US$100.318 (2°), Suécia US$ 57.909 (7°), Alemanha US$ 44.999 (18°). O Brasil US$11.310 e Afeganistão US$678 estão em 61° lugar e 166° respectivamente.

 Tabela - 1 Estimativa da população de idosos, de alguns países, para os anos de 2014,2030 e 2050 e  o ranking  dos  países com melhores e piores posições  do bem viver do idoso .

 

Ordem / ranking

Países

População estimada

2014

2030

2050

Suíça

23,6

30,6

34,5

Noruega

21,8

26,2

29,5

Suécia

25,5

28,6

29,6

Alemanha

27,6

36,1

39,3

56°

Brasil

11,7

18,8

29,3

94°

Moçambique

5,1

5,2

6,2

95°

Malawi

4,9

4,6

7,6

96°

Afeganistão

4

5,1

9

Fonte:  http://www.helpage.org/global-agewatch/population-ageing-data/global-rankings-table/

 

Na América Latina, em relação à qualidade de vida para seus idosos, o Panamá (20º) está à frente do Chile (21º), Uruguai (27º), Costa Rica (28º), Argentina (31º), México (33º), Colômbia (36º), Equador (44º), Peru (48º), El Salvador (54º) e Bolívia (55º). O Brasil (56°) ficou atrás da Bolívia.

 O PIB nacional per capita, em 2013, para estes países foram: Panamá US$ 10.838, Chile US$15.775, Uruguai US$16.609, Costa Rica US$10.432, Argentina US$11.766, México US$10.669, Colômbia US$8.097, Equador US$5.968, Peru US$ 6.674, El Salvador US$3.875 e Bolívia US$2.700 e o Brasil com US$11.310.  É importante observar que a Bolívia  mesmo tendo um PIB que corresponde a  20% do PIB Brasileiro, no ranking para acolher os idosos, esta um degrau acima.

 Pode se verificar que o Produto Interno dos Países, apesar de sua importância, não é suficiente para mensurar qual o melhor local para os idosos poderem curtir a vida. O estudioso Asghar Zaidi  e os demais interessados  com as questões  das pessoas de 60 ou mais anos,  consideram o indicador anual da Global Age Watch um vetor vital para avaliar a os melhores locais para que as pessoas possam usufruir sua vida após terem muito trabalhado. Este indicador   " (...) nos permite comparar não apenas a renda e saúde, mas também se os ambientes são amistosos aos idosos”.”[4]

 O Brasil, pelos dados apresentados não é, ainda, um país para idosos morarem e o que é mais gritante, apesar dos vários estudos, leis e diagnósticos, que teoricamente não são mais necessários elaborar, nada de concreto se vê no fazer. Fóruns, reuniões, comissões são intermináveis  para discutir o que já se sabe, gasta-se dinheiro  nesses eventos que não são mais necessários, pois cada localidade ou região sabe o que fazer para atender aos seus velhos, na realidade o que  falta é vontade e  na maioria dos casos recursos. Mas é bom salientar que hoje a maioria dos que são jovens vai envelhecer e muitos jovens hoje no poder deveriam se preocupar com o seu futuro, que não é muito distante do ser considerado idoso.

 No Brasil, a cada 19 segundos[5], nasce uma criança, e isso equivale a 4.320 crianças em média/ dia ou 1.555.200 /ano. A população, em 09 de novembro de 2015, era de 205.057.546 habitantes. Desse total, quase 12% tem 60 anos ou mais, isto é , 24.606.905 pessoas.

 Hoje[6], a previdência brasileira, conforme a Tabela-2 está deficitária. Esse fato é muito preocupante. Vários setores já se mobilizaram para estudar alternativas para solucionar o problema. O uso disparatado dos recursos, esta comprometendo o presente e o futuro dos idosos, na sua qualidade de vida.

 

Tabela -2 Saldos da Previdência de 2010 a 2015, no período de janeiro a outubro, em milhões de reais.

Regime

2010

2011

2012

2013

2014

2015

Urbano

-592

8.967

11.196

10.316

15.343

-1.266

Rural

-41.349

-45.183

-53.212

-60.642

-65.899

-72.796

Total

-41.941

-36.215

-42.016

-50.326

-50.556

-74.062

 Fonte: Tesouro Nacional. N. 663 ISSN 0104-8910. Renda, consumo e aposentadoria, evidenciam atitudes e percepções. Fundação Getúlio Vargas. Marcelo Costa Neri 2007. http://www.previdencia.gov.br/acesso-a-informacao/institucional/ministerio-da-previdencia-social/ Previdência Social é o seguro destinado ao cidadão brasileiro, por meio de contribuição social. 

 

  A solução necessária é amarga. Mas a fiscalização inadequada ou inexistência da mesma, novas alternativas estão levando o país a um poço sem fundo.